Punheta braile


Talvez um dos maiores problemas do cedo seja exerce a famosa arte milenar, a punheta. Diante deste problema quase insolucionaveis a S.P.C(sociedade dos puheteros cegos) resolveram criar uma solução, a punheta braile, usando de artifícios fora do comum, para levar até você, cego que está lendo este post(a ultima pessoa que achou graça nisso se afogou no vazo sanitário, portanto...), que costumava ter que se lembrar de seus tempos de jovem guarda, que ficava se masturbando pensando na Dercy Gonçalves. Seus problemas acabaram... de forma definitiva, de agora em diante você poderá prosseguir com essa arte milenar, que jamais será esqueçida pelo homem. Abaixo vai um mini dicionário para que você possa exerce:

  • Rápida - Essa porra de punheta sem compromisso ocorre geralmente na 3 idade e pode ser praticada na praia, em ônibus, no metrô ou durante uma aula de biologia em que a professora seja gostosa. Dura algo entre 10 e 20 segundos. Não sacia o praticante, mas o induz a uma punheta mais intensa.
  • A comum - Sozinho no banheiro, da sua casa você pensa na Ellen Roche. Pronto, você já bateu uma comum.
  • Lenta - O sujeito espera há dias essa punheta. Seus pais vão viajar no fim de semana e ele já comprou a G-Magazini da Rita Cadillac. Toda a noite, ele vê a revista e promete a Rita que de sábado não passa. Chegado o dia, os preparativos incluem óleos aromatizados e luz de vela. Deitado na sala, o indivíduo abre a revista e se esporra todo ao ver o cu da velha todo arreganhado. Recomposto da gozada involuntária, agora sim, ele bate um punheta de 4 horas, evitando a ejaculação ao máximo. Quando goza, está com o pau todo inchado e não sente nada. Fica puto e joga a revista no lixo.
  • A que decepciona - O rapaz pensa com antecedência, já deixa o toca-fitas ligado e o vídeo carregando. Quando tudo está perfeito ele começa a tocá-la. Porém, o entusiasmo é maior, e não há tempo para correr rumo ao banheiro na hora de esporrar-se. O sujeito pensa algo como 'puta que pariu', e esporra o teclado, o monitor, a calça, a mão, o biscoito em cima da mesa, o DreamCast ( Leornan que o diga) e, ocasionalmente, sua própria cara.
  • A perturbada - Geralmente ocorrem no banheiro. Você está praticando sua diária, quando um corno bate com tudo na porta querendo entrar. Você leva um susto do caralho, seu pinto chega a baixar. Depois de mandar o intromissor ir tomar no cu, você reinicia a punheta. Momentos depois sua mãe grita a que horas você vai sair do banheiro. Nova quebra de concentração. Nessa hora você tem que bater uma punheta rápida, antes que alguém te atrapalhe de novo.
Via deciclopédia...
#Compartilhe:

3 comentários:

© Gui Brio | Template Template Para Blogger